Linhas orientadoras para “limpezas” de terrenos:

Agora que somos confrontados com a obrigatoriedade de “limpeza” dos terrenos, sugerimos que lide com a biomassa resultante da “limpeza”, numa óptica de incorporação da mesma nos solos, de forma a aumentar a fertilidade dos solos, e a fomentar a capacidade do mesmo em armazenar água:
Não se esqueça, a forma mais barata de armazenar água da chuva é nos solos!
 
– Evitar a queima de biomassa;
– Evitar a remoção da biomassa dos terrenos;
 
– Triture a biomassa e deposite no chão, á volta da vegetação e entre linhas de produção, se for caso disso;
– Faça sementeiras de prado de forma a substituir o “mato” espontâneo por vegetação mais fácil de gerir;
– Se trabalhar com grade de discos, frese ou outra maquinização, respeite a topografia e trabalhe em contorno/curva de nível, de forma a evitar erosão e perda de solos e nutrientes;
– Faça estes trabalhos ainda este inverno, pois assim fomenta a decomposição da biomassa;
Não considere a vegetação espontanea um “inimigo”, mas sim um aliado, que bem gerido, aumenta a resilência do terreno face aos fogos.
– Planeie todas as acções, numa óptica de hidratação da paisagem, recorrendo a estratégias como o keyline, terraças, swales,etc;
 
Há soluções para qualquer escala, contacte-nos pelo 289 416 143 para mais informações!
https://www.jn.pt/nacional/interior/governo-avisa-que-limpeza-de-terrenos-tem-de-ser-feita-ate-marco-9068367.html
 

2 Responses

  1. Parabéns Terracrua pelo bom (e importante) trabalho de divulgação das boas práticas que devem ser seguidas pelos proprietários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo