Planeamento de Eco-Hotel no Cabo Espichel

TIPOLOGIA 

Planeamento integral

Empreendimento eco-turístico de excelência concebido para minimizar a pegada ecológica e participar assim na criação de novos modelos de turismo sustentável.

  • Local: Azoia, Cabo Espichel, Sesimbra
  • Cliente: Empreendimento turístico Etosoto
  • Data: 2016-2017
  • Extensão: Cerca de 150 Ha

 

BREVE DESCRIÇÃO

Este projecto consiste no planeamento integral e de raiz da propriedade por um consórcio de várias empresas/especialidades : arquitectura, engenharias, domínio legal,…

Tem como objectivo o desenvolvimento de um modelo de turismo sustentável, localizado num quadro de exceção, no entanto condicionado por uma série de limitações legais (ver singularidades).

A equipa Terracrua Design foi solicitada no âmbito da consultoria e planeamento ecológico dentro do qual o quadro legal foi o parâmetro mais desafiante.

O planeamento concentrou-se no desenvolvimento de modelos de gestão e implementação que não prejudiquem os habitats protegidos situados no parque natural da Arrábida, e em medidas específicas de prevenção e defesa contra os riscos de incêndios.

 

OBJECTIVOS

  • Zoneamento parcial;
  • Design da rede de infraestruturas;
  • Design hídrico (gestão da água na paisagem);
  • Planeamento das culturas agrícolas (pomares, hortícolas, pecuária);
  • Paisagismo ecológico;
  • Desenvolvimento de um plano de prevenção e defesa contra incêndios florestais devido à classificação do Plano Municipal (alto e muito alto risco), com a ajuda do engenheiro M. Galante, colaborador do projecto Etosoto;

 

METODOLOGIA

As seguintes linhas orientadoras definem o impacto que se quer regenerativo, para além da sustentabilidade:

  • Criação de sebes protectoras para redução da erosão, corta-vento e ignífugas;
  • Planeamento de sistemas produtivos perenes ( pomares mistos, florestas,..) e pecuária;
  • Implementação de cobertura verde permanente (contribui para a hidratação da paisagem e proteção do ecossistema);
  • Implementação de cobertura verde permanente (contribui para a hidratação da paisagem e proteção do ecossistema);
  • Criação de corredores silvestres, nas linhas de água, extremas e cumeadas para apoio à biodiversidade;

 

SINGULARIDADES

  • REN;
  • RAN;
  • Habitats classificados na Rede Natura (ZPE e ZEC);
  • Classificação do Plano Municipal Defesa da Floresta Contra Incêndios em alto e muito alto risco de incêndio;
  • POPNA (Plano de Ordenamento do Parque Natural da Arrábida);
  • POOC (Plano de Ordenamento da Orla Costeira.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo