Arquivo de etiquetas: desbaste

Podas, desbastes e tritura!

Desbaste, podas e trituras.
Na maior parte dos projectos agrícolas actuais, a biomassa resultante de limpezas desbastes e cortes é frequentemente “exportada” pela facilidade e redução de custos. Na verdade, se fossemos a contabilizar o valor da biomassa na construção de solos e retenção de águas , ninguem o faria.
Assim, recomendamos sempre que se triture, e que se devolva a matéria aos solos, compostado, ou por compostar!

O que é a Permacultura?

“O que os permacultores estão a fazer é a actividade mais importante que nenhum outro grupo está a fazer neste planeta.
Não sabemos quais irão ser os pormenores de um futuro verdadeiramente sustentável, mas necessitamos de opções, necessitamos de pessoas a experimentar todos os tipos de formas e os permacultores são um grupo crucial que o está a fazer.” Dr. David Suzuki

Permacultura é por um lado uma filosofia de vida com um conjunto de éticas e principios, e por outro, uma lógica inteligente e ferramentas que nos permitem desenhar ou redesenhar qualquer sistema humano (quintas, aldeias, etc) e não deixa também de ser uma compilação de técnicas e práticas (por vezes muito simples) recolhidas por todo o mundo, muitas vezes em paises ditos “3º mundistas”. Técnicas estas que permitiram a muitos povos sobreviver em locais com escassos recursos, como água ou vegetação.

 

Sob condições adversas, o engenho humano desenvolveu técnicas para cultivar em desertos, recolher águas da chuva, reduzir a quantidade de lenha para aquecimento, expandir florestas, aproveitar os recursos existentes, mas salvaguardando sempre as necessidades das gerações futuras, lógica que nos permitiu estar aqui hoje. De facto, a lógica predominante actual não vai permitir a vida futura a milhões de humanos e a toda a vida terrestre. Há que mudar, a partir de dentro, e começar a curar a terra, por todas as razões do mundo.

A raiz do problema pode ser, mais do que os governos ou as corporações, a nossa cultura. Uma cultura é uma história que contamos a nós próprios e ás nossas crianças. Actualmente, a nossa cultura diz-nos que o planeta está á nossa disposição para dele tirarmos e pilharmos á vontade. A Permacultura conta-nos que tudo está ligado, o peixe ao rio, á chuva, ao carvalho, á coruja, ás raposas, ao musgo; quando beneficiamos um, beneficiamos todos, e quando prejudicamos um, prejudicamos tudo e todos.

Podemos afirmar que, com todas as “ferramentas” que nos dá a Permacultura, podemos “desenhar” ou organizar um espaço como uma quinta, aldeia ou até poligono industrial, de forma a melhorar o desempenho de todos os elementos, poupando energia e fechando os ciclos, porque e afinal de contas, poluição é no fundo, energia no local errado.

É uma filosofia positiva, e ninguém fica indiferente quando frequenta um curso de design em Permacultura. São técnicas muito simples, que capacitam-nos com ferramentas e conhecimento para nos tornarmos cada vez mais auto suficientes, e felizes.

Cuidar da terra, porque temos de parar de maltratar a terra mãe e assumir uma existência mais positiva;

Cuidar das pessoas, porque pessoas felizes e realizadas cuidam bem do planeta e dos seus semelhantes;

Partilhar os excedentes e limitar o consumo, porque simplesmente não precisamos da maior parte do que temos ou adquirimos.”

 

NMS

Primeiros trabalhos de limpeza selectiva

Desbaste, podas e trituras.
Na maior parte dos projectos agrícolas actuais, a biomassa resultante de limpezas desbastes e cortes é frequentemente “exportada” pela facilidade e redução de custos. Na verdade, se fossemos a contabilizar o valor da biomassa na construção de solos e retenção de águas , ninguem o faria.
Assim, recomendamos sempre que se triture, e que se devolva a matéria aos solos, compostado, ou por compostar!

 

14925266_1375131455854848_9029006070936284881_n